Como sou eu

18/01/2020 18:19

COMO SOU EU?

 

            Alegre, pensativo, muito sensível e preocupado com a vida! Meus primeiros livros estavam à procura da verdade verdadeira, como Deus é a verdade suprema, eu vivia procurando a forma do criador.

            Nesta época cuidava da minha mãe no final da vida, e sabia que o Ser Supremo sempre iria me ajudar.

            Então procurava a felicidade em Deus, porque sabia que a felicidade, um dia não ia haver mais.

            Foi justamente o que aconteceu, depois de longo sofrimento, ela faleceu, e foi graças a minha procura da felicidade no infinito que me permite ter força para escrever estas linhas.

            A minha mãe era um ser humano como outro qualquer, coisa que eu não podia ver, mas foi da minha meditação, do meu pensar, em volta do ser maior, que pude suportar a dor da perda do ser menor, a minha mãe.

            Eu esperava desde o começo em ser um pregador, mas não o podia ser, pois nem padre ou pastor eu era, fui, e sou!

            Li e estudei, e hoje percebo que não preciso fiéis, mas pesco almas no caminho da felicidade.

            Então o que escrevo é religião?

            Não, não é!

            Eu utilizo o que sei de filosofia e psicologia, e destes conhecimentos monto meus textos.

            Quando descobri que minha mãe era um ser humano como outro qualquer, com uma diferença, de caráter bom, e o laço afetivo comigo, doeu muito.

            Hoje me sinto mais aliviado, pois imagino saber o caminho, e encontrei o conhecimento que nos traz a paz! E escolhi este tema para escrever.

            Escrever sobre isto, no começo, me trazia medo, agora as palavras fluem!

            Assim sou eu!

            Sem frases feitas, sem pensamentos montados de outros textos, pondo suor e sangue no meu escrever.

            Não espero agradar, apenas me acalmar.

            Quando falo em felicidade, falo em paz também, e o encontro do ser humano com Deus. Quando falo em felicidade, não falo em alegria, pois enquanto uma é transitória, a outra é eterna. Esta felicidade que falo tanto é eterna, e chamamos de Deus.

            E onde encontramos a divindade?

            Dentro de si mesmo, se auto-conhecendo temos a maior aceitação de si, onde se pode ser útil para alcançá-la.

            Esta é a razão da utilização de no meu escrever, utilizar técnicas de psicanálise, convidando cada um a uma terapia na leitura do que faço, e não só um deleite.

            Esse sou eu, e essa é a minha forma de pregar!

 

 

Contato

Escritor Tito Laraya

São Paulo - SP - Brasil

Apoio

Livros do autor

 

png optimizer
 

 

 

 

Clique na imagem abaixo e acesse Gratuitamente matéria exclusiva com o escritor Tito Laraya

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!