O Filho

06/07/2014 11:33

 

 Um dia tive uma idéia de um filho, que a vida transformou-o em uma folha de papel, com um poema escrito.

Este poema emoldurei e pus como lema no meu local de trabalho, pois o havia escrito muito mais para mim, do que para aquele, que a ilusão me disse que viria.

Com esse pequeno poema concorri a um concurso e ganhei notoriedade. Foi aí que decidi tornar públicos meus textos!

Estes, com o tempo, transformaram em livros, que hoje circulam pelo mundo!

Penso um pouco, e lembro-me de Freud, que dizia que o filho é a tentativa da imortalidade do homem, ele quer ver sua vida prosseguir, mesmo depois da morte, nos seus filhos.

Eu tenho livros, que se um dia eu for eles ficam estes é a minha esperança de imortalidade, são os meus filhos de hoje.

Que me dão trabalho para fazê-los, e prazer, a quem dedico carinho e atenção. Procuro que neles exista o retrato fiel do que fui, e do que sou.

Eles são a minha luz do amanhecer no tempo, que me leva além da morte!

 

Contato

Escritor Tito Laraya

São Paulo - SP - Brasil

Apoio

Livros do autor

 

png optimizer
 

 

 

 

Clique na imagem abaixo e acesse Gratuitamente matéria exclusiva com o escritor Tito Laraya

 

 

 

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!